InovaCampinas | Artigo: Com instituições de C&T&I integradas, o ecossistema da região de Campinas consolida-se e inicia um novo ciclo
 

Notícias

Artigo: Com instituições de C&T&I integradas, o ecossistema da região de Campinas consolida-se e inicia um novo ciclo

Eduardo Gurgel do Amaral, diretor do Parque Científico e Tecnológico da Unicamp, assumiu em julho a presidência da diretoria executiva da Fundação Fórum Campinas Inovadora (FFCi). Em artigo, ele fala da trajetória da FFCi até aqui e o novos desafios neste novo ciclo.

Confira:

A região de Campinas trilha uma trajetória cada vez mais relevante nos cenários nacional e internacional destacando-se como um polo de alta tecnologia e um ecossistema de inovação e empreendedorismo dinâmico e arrojado. Esse movimento que nos coloca em destaque é construído a muitas mãos: importantes instituições, entidades e poder público ativos e articulados com esse propósito.

Em grande parte, isso é resultado do trabalho contínuo de mais de uma década da Fundação Fórum Campinas Inovadora (FFCi). Criada em 2002 pelos dirigentes de 11 das principais instituições de Ciência e Tecnologia da região, atualmente conta também com a participação de representantes dos segmentos empresarial e governamental, somando assim 21 das principais entidades locais.

Clique aqui e conheça todos os integrantes da FFCi

A trajetória da FFCi começa com dois propósitos bem definidos: sensibilizar a sociedade sobre a importância da Ciência, Tecnologia e Inovação como pilar para o desenvolvimento socioeconômico sustentado e articular os principais agentes para discutir e implementar ações, neste mesmo âmbito, que aumentem a competitividade local e nacional, fomentando a chamada economia do conhecimento.

Os governos de regiões desenvolvidas procuram manter sua competitividade e liderança investindo fortemente em ciência e tecnologia e incentivando a inovação na indústria. É interessante observar que mesmo países extremamente carentes de recursos naturais conseguiram superar suas limitações por meio da utilização intensiva de conhecimento em suas economias e se tornaram extremamente competitivos. Há outras regiões no Brasil que passaram a mobilizar seus atores, criaram planos de desenvolvimento local e, passado um período de cinco ou dez anos, despontaram no cenário nacional com resultados expressivos.

Ao fazer essa análise, vemos que estas localidades, que muitas vezes contam com poucos recursos e atores expressivos, reposicionaram-se e atingiram altos níveis de desenvolvimento e competitividade. Por trás deste sucesso há uma fórmula e, parte importante deste processo, passa pela mobilização e integração dos agentes locais para a elaboração e validação de estratégias e planos que busquem aproveitar ao máximo as potencialidades de cada lugar.

A região de Campinas é um local excepcional: concentra importantes e poderosas instituições e empresas, possuindo as melhores condições para tornar sua economia ainda mais competitiva e robusta por meio da intensificação do conhecimento como base de sua economia. Mas ainda há evidências e estudos têm confirmado que seu potencial de desenvolvimento e de protagonismo está longe do ideal. Diante deste contexto, passamos a nos perguntar: Campinas explora adequadamente todo o seu potencial? Certamente que não e a partir do trabalho desenvolvido pela FFCi aconteceram avanços importantes no que tange a um melhor entendimento em relação ao seu enorme potencial visando uma projeção da região em todos os níveis.

Em 2018, chegamos a um novo momento. Após esses anos, há um alinhamento e consenso entre instituições, setores empresariais e poder público de consolidar e fortalecer o ecossistema de inovação de nossa região. Com o processo amadurecido é hora de avançarmos para um novo patamar que trabalhe com ações e projetos que impactem não só a agenda local, mas também a nacional e possivelmente a internacional.

Nosso propósito agora é fortalecer as conexões e o desafio é envolver novos e importantes atores, trabalhar com temas de grande relevância para contribuir com soluções de impacto nacional e global. Este esforço não se limitará à cidade de Campinas, mas deve envolver também toda a região a fim de trazer para mais perto os municípios da Região Metropolitana de Campinas (RMC).

Neste contexto, uma das importantes ações é a 5ª edição do InovaCampinas que será realizado dias 24 e 25 de outubro. A iniciativa, organizada pela FFCi e relevantes parceiros, é fundamental para a região por reunir em um mesmo local os principais agentes do ecossistema, potencializando sinergias e mostrando toda a força da RMC.

O cerne do trabalho desenvolvido pela FFCi busca ampliar o impacto do conhecimento como meio de transformação econômica e social de forma sustentada. Com base em nossa experiência vivenciada até aqui entendemos que esta forma de atuação é um catalizador do processo de desenvolvimento e pode inspirar iniciativas de outras regiões. Com certeza, essa sinergia resulta em mais competitividade, evolução, qualidade de vida e sustentabilidade.

Eduardo Gurgel do Amaral é diretor do Parque Científico e Tecnológico da Unicamp e assumiu em julho a presidência da diretoria executiva da Fundação Fórum Campinas Inovadora (FFCi)

InovaCampinas | 24 e 25 outubro 2018 

Comunicação | Assessoria de Imprensa

Contato: Bruna Mozer

(19) 9 9641.6432

 (19) 3521-2556

contato@inovacampinas.org.br

comunicacaoinova@inova.unicamp.br  

Nossos canais:

inovacampinas.org.br

facebook.com/foruminovacampinas