Notícias

Alto desempenho, segurança e sustentabilidade são destaques de extrato vegetal da Rubian

Texto e Fotografia: Vanessa Fujihira

 

A partir de matrizes vegetais, como o urucum e o maracujá, a startup Rubian está desenvolvendo extratos vegetais de alto desempenho e segurança, voltados para a produção industrial no setor de Saúde e Bem-estar. Com benefícios associados ao antienvelhecimento da pele, atividades cardiovasculares e combate à obesidade, os produtos obtidos são biodegradáveis e não nocivos à saúde, uma vez que não utiliza solventes tóxicos. A empresa apresentará seu produto no escopo do 3º InovaCampinas, que ocorre nos dias 20 e 21 de outubro, no Instituto Agronômico de Campinas (IAC).

“Os extratos são obtidos através de tecnologia de extração por fluidos pressurizados e contém ingredientes bioativos com atividades vitamínicas, antioxidantes, anti-inflamatórias e corantes para utilização em diversos mercados e segmentos, como os de cosméticos, nutracêuticos e alimentícios”, esclarece Eduardo Aledo, sócio e gerente geral da Rubian. Em adicional, Aledo declara que o processo de extração com CO₂ supercrítico é reconhecido por não gerar danos ao meio-ambiente, reforçando o posicionamento de responsabilidade social da empresa.

Segundo ele, o processo utilizado pela Rubian também se diferencia dos demais pela obtenção de um produto com ingredientes de qualidade e alta performance, uma vez que não ocorre a degradação das características originais das matrizes vegetais. “Atualmente, existem diversas preocupações no mercado em relação à credibilidade dos produtos sendo comercializados em termos de eficácia e segurança dos usuários”, declara o sócio. Neste sentido, os extratos da Rubian apresentam-se como alternativa a este problema por não utilizarem solventes prejudiciais à saúde dos clientes.

Fundada em 2015 a partir do Desafio Unicamp e atualmente incubada na Incamp (Incubadora de Empresas de Base Tecnológica da Unicamp), a startup estará presente no Fórum InovaCampinas no dia 21 de outubro, no período da manhã. Sobre a participação da Rubian, Aledo objetiva “desenvolver conexões para futuras alianças, sinergias e oportunidades de alavancagem de investimentos nos diversos mercados dentro e fora do Brasil”.

Para mais informações sobre a Rubian, acesse: http://www.inova.unicamp.br/incamp/portfolio_page/rubian/

 

Serviço:

3º InovaCampinas – Fórum Regional de Inovação e Desenvolvimento Sustentado

20 e 21 de outubro

Auditório do Instituto Agronômico de Campinas (IAC)

Mais informações: http://inovacampinas.org.br/

Inscreva-se gratuitamente: http://inovacampinas.org.br/#inscrevase

 

A 3º edição do InovaCampinas é realizada pela Fundação Fórum Campinas Inovadora em parceria com a Unicamp e conta com o patrocínio da Prefeitura de Campinas, da Desenvolve SP, da FAPESP, da Terras de Barão Empreendimentos e da Somorelate.

Apoiam o evento o IAC, o Grupo RAC, o V8 Startups, o LIDE, a Inova Unicamp, o CIESP Campinas, o CRC&VB, a Associação Campinas Startups, a Incamp, a IMA (Informática de Municípios Associados), a ANPEI, o SindusCon SP, o Núcleo Softex Campinas, a Baita Aceleradora, a Innova Ventures Participações, o Movimento 100 Open Startups e a Rede Global do Empreendedorismo de Campinas.